© 2017  Criado por Inroots

Por que dados?

February 28, 2019

 

 

 

“Você precisa armazenar os dados dos seus clientes!”. Essa é uma frase que, provavelmente, todos os profissionais do setor varejista já ouviram. A busca por informações é incansável e já faz parte da maioria dessas empresas.

 

Porém, muitas delas armazenam todos os insumos e não fazem uso deles. Afinal, por que dados? Para que eles servem? Como usá-los de forma eficiente?

 

O consumidor é quem manda

 

Para compreender a importância do uso dos dados da melhor maneira, é preciso pensar primeiro no consumidor. Se antes ele pesquisava preço em seu estabelecimento e em uma ou duas lojas próximas, no máximo, hoje ele tem a internet toda a seu favor.

 

Consciente e cheio de ferramentas para comparar preços, marcas e buscar alternativas mais satisfatórias, o cliente nem pensa em ficar preso a apenas um estabelecimento. O consumidor busca o que considera melhor e, se você não oferecer exatamente o que ele quer, ele não pensará duas vezes antes de comprar na concorrência.

 

Hoje, é você quem depende do consumidor e deve fazer o possível para conquistá-lo, pois ele tem o mundo ao seu dispor e, se não ficar satisfeito com o que os estabelecimentos físicos oferecem, passará a comprar online. Cabe ao varejista atrair esse cliente e fazê-lo feliz. É nesse momento que os dados ajudarão você, que é um profissional do varejo, a se sobressair.

 

Como os dados poderão ajudar a conquistar o consumidor?

 

Como você viu, será preciso conquistar o consumidor para que ele prefira você e não os diversos concorrentes. Para isso, deverá conhecê-lo, saber o que ele gosta, horário que ele tem preferência para realizar a sua compra e itens que adquire com mais frequência. Como saber tudo isso? Através da coleta e análise dos dados de compra.

 

Quando você sabe, por exemplo, a idade das pessoas que mais frequentam o seu estabelecimento comercial, poderá direcionar ofertas que sejam de interesse do público em questão. Afinal, a compra de um jovem de 17 anos é diferente da de uma pessoa adulta de 60 anos e isso deve ser levado em conta até na hora de se comunicar com o consumidor.

 

Com a análise de dados correta, você poderá ter uma noção de informações como:

 

- Idade;

- Porcentagem de homens e mulheres;

- Quanto a pessoa gasta por mês em seu estabelecimento, de acordo com a idade;

- O que a pessoa mais adquire;

- Que horário ela costuma fazer compra;

- Quais os dias de maior e de menor movimento e qual o grupo de público que vai nesses dias;

- De quanto em quanto tempo eles retornam ao seu comércio, entre outros.

 

Assim, poderá analisar as preferências dos clientes e oferecer o produto certo, no momento em que ele precisa, e da melhor forma.

 

É nesse ponto que a Inroots atua. Somos especialistas em coletar e analisar os dados que você tem e transformá-los em ações efetivas para que eles tragam retorno financeiro para a empresa. Quer saber mais? Fique atento às nossas publicações e transforme informações em lucro!

Please reload